quarta-feira, 9 de setembro de 2015

Gotas de prazer

 
O teu membro seduz-me, provoca-me, desperta-me desejos atrevidos.
Mergulho sobre ele, preciso de bebê-lo, saborear a sua seiva quente e doce.
Exigo o máximo de cada detalhe, exigo a perfeição no auge da luxúria.
Exigo que me devolva ao corpo o prazer que procuro.
E assim deixo-me ir numa viagem sem retorno!
Sem pressas ou porquês, misturo os nossos sabores num só.
Agarro-o, provo-o, devoro-o, sinto um arrepio na espinha. Já não sei parar ou como voltar atrás... 
Chupo-o devagar, depressa, tiro-o da boca, volto a engoli-lo, deixo-o solto, louco, completamente excitado.
Deslizo a minha boca pelo seu comprimento, masturbo-o com malícia e volto a chupá-lo com mais força até perder o fôlego, repousando apenas quando bebo todo o seu prazer!

3 comentários:

  1. Ai o pecado da gula...mas qualquer homem se predispõe a ser assim 'devorado' e demoradamente degustado, digo eu :P

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Há pecados que apesar de serem pecados, são muito abençoados...


      Catch it :p

      Excluir